BOAS-VINDAS

É uma grande alegria receber a sua visita. Tenho o real desejo de tornar este blog um espaço onde possamos discutir, de forma aberta e sincera, assuntos de interesse profissional para todos aqueles que participam da guerra diária contra a criminalidade e a violência.
As opiniões e comentários serão de essencial importância para o sucesso deste espaço de discussões.

OS ARTIGOS PUBLICADOS PODEM SER COPIADOS, DESDE QUE CITADA A FONTE

terça-feira, 2 de junho de 2009

PUBLICAÇÃO EM JORNAL DE SERGIPE

Click na tabela para ampliar

8 comentários:

Anônimo disse...

E os de Fortaleza como estão???

Anônimo disse...

Como sempre os policiais linha de frente são os que menos ganham!!!

Anônimo disse...

Caro companheiro(do segundo comentário), colaborador deste blog, não tente dividir os policiais em: pretos, brancos, pardos, super-homem, mulher- maravilha...Rogo a vc que acorde! Mas acorde mesmo! Vc ainda está na tenebrosa caverna de platão. Dormindo.
Tente visualizar a PM como uma instituição formada de "homens"(gênero), una, que de um modo ou de outro colabora para o sucesso Institucional, paz social e bem comum, servindo e protejendo a sociedade. Os "homens" observam e falam de homens, os sábios de idéias, finalidades institucionais. O planejamento, a organização, execução, controle, recurso humanos, qualidade, unidade de comando são exemplos de princípios da administração moderna. Vc as distrói deste modo. Gera a
desorganização, dividi comandos, de maneira que não haverá Instituição e sim "partidos". Corporação partidária. Sem sinergia não há sucesso, esta, a título de conhecimento, é a convergência das partes de um todo, que cocorrem para um mesmo resultado; efeito resultante da ação de vários agentes que atuam da mesma forma. Sem convergência, sem resultados, descrédito na certa, e insatisfação social(Público interno e externo). Vejo que está defedendo um "partido", deste modo não seremos vencedores, e os "partidos" de fora da organização estarão felizes com o "partido" contrário destruído. Sistema capitalista. Fico desolado. Por outro lado, entendo, pois com uma legislação dessa, favorecendo o fenômeno da anomia! Vc esquece que a administração pública está limitada, em seus atos, pelo princípio da legalidade estrita. Todo direito ou dever que possa advir para o policial, terá que ser previsto em lei, e é para todos, ativos e inativos, preto ou branco. Os paliativos normativos que favorecem determinados "partidos" geralmente são esquecidos e retirados do plano legal, por gerar ilegalidade e sufocar o judiciário com centenas de demandas juiciais, além de quebrar com todo o clima organizacional, gerando assim os efeitos contrários da sinergia - destruição, insucesso... Seja mais um a colaborar com os debates neste blog, favoreceno a credibilidade e a vitória institucional. Venha! Estamos esperando...

Anônimo disse...

Companheiro do terceiro comentário; fico muito triste quando vejo policiais escreverem isso :"Nesses últimos dias, ocorrências envolvendo policiais tem ocorrido com maior frequência. Dois foram mortos em acidentes de trânsito (Sgt Araújo e Cb Veras). Outros cometeram suicídio. Mais alguns foram presos por "crimes" militares (PMFem do Ronda e o policial da muralha da CPPL de Itaitinga). Ontem, um subtenente entrou na frequência para dizer que tinha matado um empregado seu, segundo ele acidentalmente. É a escala estressante? É a perseguição que sofremos de todas as partes? É o militarismo que nos oprime? É o salário que é baixo? É a falta de assistência digna à saúde? É a desesperança de promoções para praças?
Vejo uma tropa desmotivada, inclusive a do Ronda, o que é mais preocupante ainda. Como podem meninos que não tem dois anos de PMCE já se encontrarem tristes, alguns se entregando ao álcool e outras drogas? Ninguém está conseguindo lidar com o ritmo de trabalho robótico que querem nos empregar." Nisso eu pergunto ,o que voc~e acha dessa situação? Será que o policial que escreveu tudo isso então é um mentiroso ou a sua mente é muito fértil? Da mesma forma que o mesmo possa está aumentado alguma coisas;mais que no seu comentário,ele fala algumas verdades da PMCE! E não sou eu que estou dividido a PMCE,pois ela já está assim a muito tempo. A minha intenção não era defender um partido,mas sim um salário digno a TODO policial e não somente aos Oficiais.E quanto ao Sistema Capitalista,nós já estamos inseridos no mesmo é não há,por enquanto,NENHUMA forma de mudá-lo e voc~e bem sabe disto.Quando nascemos TUDO já está programado e imposto, e não podemos ir (muitas vezes) contra o Sistema... Sei também visualizar a PM como uma instituição formada de "homens"(gênero),só que o Governo infelizmente não vê isso,ou você vai dizer o contrário?! O Governo só vê a maquina. Enquanto a Legislação ,não posso falar nada pois a desconheço, e se por acaso me equivoquei em algum assunto peço que me corrija novamente.No momento o que mais me deixa inconformado,são essa situações escritas por policiais da PMCE.Como pode um Governo tratar os PMs assim?!

Alves disse...

Espero um dia o reconhecimento e valorização de nossa profissão, pois até agora só promessas, promessas, promessas. É facil resolver nossa situação,é simples, só basta uma melhora nos nossos salários, um bom plano de saúde, uma boa assistência jurídica, dentre outras solicitações simples que outros setores dos governos federal,estadual e até municipais já possuem e nossa instituição não. As Políciais Militares são responsáveis pela segurança de todos, enquanto todos dormem, brincam, estão com seus filhos, nós estamos nas ruas patrulhando, resolvendo problemas dos outros, sendo psicólogos, assistentes sociais, prestando socorro, salvando vidas a todo instante, porém quando chega o momento de valorizar com um salário digno, somos esquecidos, mesmo assim continuamos fazendo nossa missão da melhor maneira possível, com dignidade e profissionalismo. Vejo comentários em torno de salários de policiais federais, rodoviários federais, promotores de justiça, juízes, dentre outras profissões, tão importantes como a de policial militar e me pergunto o que eles fazem a mais do que a gente para ganhar um salário tão distante do nosso. Tem muita coisa que precisa ser dita, temos que escolher representantes políticos dentro das nossas polícias, temos que colocar a polícia militar do ceará na política de nosso estado, temos que juntar nossas forças, temos que trabaslhar em prol da nossa profissão.

Anônimo disse...

Parabéns, e aplausos, ao comentário do Major Alves.
Caro companheiro(quarto comentário), primeiramente agradeço-lhe por ter respondido meu comentário, afinal, é conversando, debatendo, discutindo(bom sentido) que o ser humano chegará a evolução. Sou solidário ao seu choro e as perdas citadas. Li com cuidado seu comentário e observei que você tem, em sua alma, uma das virtudes humanas mais admiradoras, qual seja, o poder de se indignar, virtude, esta, que falta na maioria esmagadora das pessoas que estão, ou fazem parte de Instituições Totais(Goffman, Manicômios, Prisões e Conventos etc, 2003, p.11). Tento aqui ser um colaborador, e digo de antemão, não sou dono da verdade, sou apolítico, não tenho partidos, e não existe, nas relações humanas, verdade absoluta (verifique as ciências humanas em constante mudança), desejo apenas o engrandecimento organizacional, e a retomada da credibilidade que perdemos. Contudo, não deixe o seu sentimento de indignação escurecer os olhos de sua alma(digo da alma, porque o olho físico é imediatista). Infelizmente (não desejava isto, pois desejo mudanças, quebrar paradigmas, resolver problemas estruturais, por exemplo: os que você citou), entendo que ainda continua banhado pela escuridão no interior da caverna. Banho, este, que atinge milhares de seus colegas, daí o status quo deformado(O conhecimento é a janela da liberdade- Recanto das Letras). Estão na plena escuridão. Deixe de navegar nessas águas, pois irá navegar, navegar e não chegará em lugar algum. Vai sim, mais uma vez, dividir a Instituição em “bons” e “maus”, “mocinhos” e “bandidos”, e isso destrói a você mesmo. Colega de fórum, em toda empresa, seja ela pública ou privada, existem diversas funções ou serviços a serem exercidos, dos mais variados possíveis, e nas organizações públicas não é diferente, de maneira que, nesta última, a entrada somente ocorrerá por concurso público, e são acessíveis a todos os brasileiros(art. 37, I e II da CF/88), lembre-se que a fixação de vencimentos e o sistema remuneratório dependerá do grau de responsabilidade e complexidade dos cargos componentes de cada carreira pública, dos requisitos para a investidura no cargo(Edital do Concurso) e as peculiaridades dos cargos, ou seja, as funções a serem exercidas(art. 39, I, II e III da CF/88). Toda e qualquer função dentro de uma organização é de suma relevância(Observe como o corpo humano é formado), por exemplo planejamento/execução, meio/fim, produção/venda. Vejo que mais uma vez tenta quebrar o clima organizacional, separando Oficiais e Praças, agentes que possuem seu grau de importância dentro da Corporação, funções diferenciadas, obviamente - cada um com seu grau de responsabilidade e complexidade, e sistema remuneratório -, mas a nível Institucional, Social, tutores da segurança pública no país. Sendo assim, cria mais uma vez “partido”, ou ajuda(catalisa) a fortificá-los. Você já se perguntou o que fez para mudar esse clima? Você já imaginou se todos entrassem em sinergia, o que ocorreria? Obs: Este debate é um bom começo. Não dê força a divisão, venha conosco, e pense diferente, mude a você primeiro, e seja um multiplicador. Os “homens” observam e falam de homens, os sábios de idéias(Augusto Cury, “bestseller”, criador da teoria Multifocal da racionalidade). Aos militares é vedado a sindicalização e a greve(art.142, § 3º, IV da CF/88), contudo poderemos nos filiar em Associações profissionais(art. 8º, caput da CF/88). Você é associado em alguma delas?Cont...outra página

Anônimo disse...

Cont...Você já se perguntou o que elas (associações) estão fazendo pela classe profissional a que pertence? Já observou quantas ações foram impetradas na justiça para representá-lo? Quais os históricos de seus dirigentes? Já folheou quantos projetos de lei de interesse da classe confeccionados por associações, que foram promulgadas e publicadas? Já ouviu alguma manifestação pública em sua defesa, sem bajulações políticas? Já ocorreu audiências públicas para debater os problemas organizacionais que afligem a classe, com modificações concretas, e não apenas retórica? As Associações(todas na mesma circunscrição estadual) já se reuniram para dar representatividade centralizada a um classista (por votação direta), concedendo-o o direito de representar toda classe em órgão legislativo, ou seja, no poder legislativo estadual(mandatos eletivos estaduais), ou o que ocorre são várias indicações esparsas, sem vitória no pleito? Obs: o que vejo é servidor estadual em pleito de cargo eletivo municipal (vereança, olha que contradição, o que servidor estadual vai defender para sua classe em cargo municipal?) Caro, se isso não ocorre, sai já, se desfilie de imediato, você esta no lugar errado. Já requereu seus direitos(ex: carga horária, abuso de autoridade, saúde, ascendência profissional) com embasamento legal. Não, pois comece. Olha que lei existe “as pampas” para isso! Lembre-se de que o Direito é peça fundamental para chegar na Justiça, e esta, por consegüinte, na Paz Social(Campanha da Fraternidade lançada em 2009 - CNBB). Caro, se uma pessoa comete algum ilícito penal, algum crime seja ele qual for, deverá ser preso e cumprir sua pena. O Direito Penal quando é aplicado em demasia é porque o público está doente, daí a nossa preocupação em tentar achar o remédio. Caro, paro por aqui, e convido a você a comentar outros tópicos mais recentes. Até breve.

Anônimo disse...

Companheiro do terceiro comentário, agradeço a você também por ter respondido o meu comentário e mostrar-me, que o problema não está de um só lado, existem vários outros como você citou; e são juntamente esses e outros assuntos que eu não enxergava. A partir de seus comentários, vou aos poucos saindo da escuridão da caverna. Obrigando pela “abertura” do meu pensamento.Um forte abraço e até o próximo tópico!