BOAS-VINDAS

É uma grande alegria receber a sua visita. Tenho o real desejo de tornar este blog um espaço onde possamos discutir, de forma aberta e sincera, assuntos de interesse profissional para todos aqueles que participam da guerra diária contra a criminalidade e a violência.
As opiniões e comentários serão de essencial importância para o sucesso deste espaço de discussões.

OS ARTIGOS PUBLICADOS PODEM SER COPIADOS, DESDE QUE CITADA A FONTE

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

PEC 300

Jair Bolsonaro: Salário justo para os PMs
Deputado federal (PP-RJ)
Rio - Os “especialistas” de plantão estão sempre prontos a dar cartão vermelho à Polícia Militar quando a operação acaba. Falam o que bem entendem, atacam e sugerem táticas mirabolantes, mas nunca, na prática, viram o branco do olho do inimigo num morro dominado pelo tráfico ou ouviram, de perto, o estampido de um fuzil.
Assim agem porque sabem que o ofendido, de soldado a coronel, está proibido, por lei, de responder publicamente. Também nunca se viu esses picaretas em funeral policial, pois lá não rende votos, dinheiro de ONGs de direitos humanos ou espaços na mídia.
A Polícia Militar do DF, que por várias vezes enfrentou o Congresso e reivindicou melhores condições de trabalho e dignidade para sua família, hoje se vê como uma das carreiras mais procuradas pela juventude de todo o Brasil. O soldado marcha junto com o coronel no combate ao crime ou nas incursões no Legislativo, e o resultado serve de exemplo para as demais PMs do Brasil, no campo da remuneração e de meios de trabalho.
O início da batalha que visa ao resgate da dignidade da família policial, quando toda sociedade será beneficiada, é a PEC-300, do deputado Arnaldo Faria de Sá, que fixa o piso nacional dos policiais militares do País igual ao de Brasília e tem como “tropa de choque” deputados oriundos das PMs: coronel Paes de Lira, de São Paulo, major Fábio, da Paraíba, e capitão Assumção, do Espírito Sanro.
A PEC é uma esperança consolidada nas PMs e nos bombeiros. Os números estampam a distorção entre a PM de Brasília e as demais. O soldado PM do Distrito Federal, iniciando a carreira, recebe mais que major da PM do Rio de Janeiro.

http://odia.terra.com.br/portal/conexaoleitor/html/2009/9/jair_bolsonaro_salario_justo_para_os_pms_35477.html

3 comentários:

FARLEY disse...

PARABENS DEPUTADO, PRECISAMOS DE PESSOAS COMO VOSSA EXCELENCIA PARA SEREM NOSSOS INTERLOCUTORES, AQUI EM MINAS GERAIS TEMOS O EX DEPUTADO FEDERAL CB JULIO E O DEP ESTADUAL SARGENTO RODRIGUES Q LUTA EM FAVOR DE NOSSA CLASSE, MAS COMO HOJE NOSSA LUTA E EM AMBITO FEDERAL CONTAMOS COM O SEU APOIO.

Anônimo disse...

Com a aprovação da PEC 300 não precisaremos de:
vale cultura; gratificação, A, B C, D ou E;
comjunto habitacional; naturalmente, o Policial Militar e Bombeiro Militar terá condições de frequentar melhores locais, se vestir de forma digna com que a função exige;
motivação profissional;
vai poder colocar os filhos em escolas melhores, mas tudo que quem quer ter a PM na mão não quer

pec.umuarama disse...

Dia: 23 de setembro de 2009.
Horário: 08h e 30 min.
Local: Assembleia Legislativa do Paraná
Plenário do Centro Legislativo Presidente Aníbal Khury.
Informações: (41) 3224 1141
Obs: Pedimos que os militares compareçam no local a paisana, sem armamento e sem viaturas.

Vamos organizar uma grande mobilização e mostrar aos nossos deputados a força dos militares do Paraná, que unidos lutam pelos seus direitos!